sexta-feira, fevereiro 23, 2024
42 99800-6869 contato@genteregional.com.br
0
  • No products in the cart.
Revista GenteSaúde

O que é a OSTEOPOROSE?

A Osteoporose é uma doença grave, silenciosa que não possui cura, mas possui tratamento, sendo o principal fator para fraturas em pessoas acima dos 50 anos. No Brasil existe cerca de 15 milhões de pessoas portadoras de osteoporose e como as complicações da doença aumentam conforme o envelhecimento da população, é de extrema importância a conscientização e o entendimento sobre a doença.

Para entendermos a osteoporose, precisamos compreender que os nossos ossos são órgãos que necessitam de nutrientes (como cálcio, magnésio, proteína e vitaminas A e D). E a falta desses nutrientes dificulta a renovação óssea, na qual associada ao estilo de vida do paciente, pode causar a doença. 

Para manter os ossos saudáveis, o corpo precisa realizar uma renovação da matriz óssea e, para isso, o organismo dispõe de células que renovam a todo instante o tecido ósseo, como se fosse uma casa sempre em construção onde as paredes ficam velhas e devem ser trocadas por novas, a todo o momento existe um tipo de célula que “constrói” as paredes que são os osteoblastos, mas para construir novas paredes precisamos retirar as paredes antigas na qual os osteoclastos são responsáveis, eles realizam essa tarefa pela  reabsorção óssea. O problema ocorre quando os osteoclastos “trabalham” mais que os osteoblastos realizando mais reabsorção óssea do tecido do que a formação do mesmo, assim causando diminuição da densidade óssea e fragilizando o osso. Isso pode decorrer de vários fatores.

Fatores de Risco

A osteoporose é uma doença hereditária, isso significa que se, na família há histórias de parentes com osteoporose, as chances do paciente desenvolver a doença é aumentada. Além desse fator existem outros fatores relacionados, como:

A alimentação – como a baixa ingesta de alimentos ricos em cálcio                      

Ao estilo de vida – sedentarismo, baixa exposição solar, consumo de álcool e                                 tabaco (dificultam a absorção do cálcio nos ossos)                                       

Aos períodos da vida – como a menopausa, que por conta da diminuição dos níveis hormonais ocorre a diminuição do estrogênio, que atua como “transportador” de cálcio para dentro dos ossos.

Sintomas

A osteoporose é uma doença que no início não causa sintomas por conta da perda gradual da densidade óssea e muitas pessoas nunca desenvolvem esses sintomas, mas quando isso acontece, os principais são dor e fragilidade nos ossos e articulação, fraturas ósseas espontâneas, perda de altura e costas encurvadas.

 

Como evitar a Osteoporose

Para evitar essa doença silenciosa precisa estabelecer um estilo de vida saudável, como exposição ao sol da manhã regularmente, realizar exercícios físicos (caminhadas e exercícios que necessitem de força muscular) e ter uma alimentação saudável rica em cálcio e vitamina D. 

Além do estilo de vida é muito importante realizar exames de rotina, o mais comum é a densitometria que avalia a densidade dos ossos. A indicação para a realização do exame em pacientes sem histórico familiar ou de doenças previas é a partir dos 40/45 anos, uma vez a cada dois anos, mas se caso o paciente possui algum histórico familiar ou histórico de doença prévia, o indicado é realizar o exame anualmente.

 

Jefferson Luiz Spegiorin

Ortopedista e Traumatologista

CRM 12005 PR – RQE: 13709

Deixe um comentário

×