sexta-feira, fevereiro 23, 2024
42 99800-6869 contato@genteregional.com.br
0
  • No products in the cart.
Revista GenteSaúde

Como você tem enxergado o seu futuro?

Através de um simples exame oftalmológico é possível detectar doenças e alterações visuais precocemente e tratá-las a tempo de não causarem problemas maiores

A oftalmologia, especialidade médica que cuida da saúde dos olhos, pálpebras e cílios, é aplicada em diversas fases da vida do ser humano. Ao nascer, o recém-nascido passa por exames rápidos, mas extremamente importantes, que detectam alterações visuais e doenças oculares que podem causar até cegueira futuramente.

Por aí já podemos ver a importância da oftalmologia em nossa vida. Precisamos sempre estar atentos a saúde ocular, principalmente se tivermos na família algum histórico de doenças relacionadas à visão, e realizar consultas de rotina e prevenção da saúde dos olhos. Cabe lembrar que existe uma grande diferença entre o profissional optometrista e o médico oftalmologista.

A optometria não é uma especialidade médica, ela é exercida pelo profissional optometrista que realiza uma avaliação primária à saúde visual, não podendo realizar exames mais invasivos, nem prescrever medicamentos para doenças específicas. Já o médico oftalmologista está capacitado a realizar uma consulta completa voltada para a saúde ocular, com exames como fundo de olho, verificação de grau de refração, medição da pressão intraocular, acuidade visual, outros exames mais invasivos e inclusive, dar o diagnóstico e tratamento para o problema apresentado pelo paciente.

Mas Dra., quais os motivos para se consultar com um oftalmologista?

A principal queixa dos pacientes que agendam uma consulta oftalmológica é a dificuldade de enxergar certos objetos ou a distâncias significativas – tanto para longe quanto para perto – o que pode caracterizar as alterações da forma do globo ocular como a miopia (dificuldade para enxergar objetos longe), hipermetropia (dificuldade para enxergar objetos a uma distância mais curta) e astigmatismo (irregularidades na córnea – camada mais externa do olho). Em associação a isso, os pacientes podem ter também embaçamento da visão e dores de cabeça constantes ao realizarem atividades simples como ler um jornal, livro ou até ao assistir a TV.

Outra queixa constante é a alteração da visão em pacientes que tem mais de 40 anos, com sintomas como dificuldade para focar objetos precisando afastar o braço para poder enxergar, coceira nos olhos e vista cansada que chamamos de presbiopia caracterizada por um desgaste natural dos olhos, que faz com que haja a perda da elasticidade de uma lente interna que possuímos nos olhos chamada de cristalino, fazendo com que a nitidez seja perdida.

Além disso, pacientes que apresentam quadros de pressão alta, diabetes, glaucoma, catarata e doenças genéticas que influenciam direta ou indiretamente a visão, precisam ter um acompanhamento mais de perto por parte do médico oftalmologista. Essas doenças são silenciosas e podem alterar o quadro de visão do paciente se não forem acompanhados e tratados da maneira correta.

Por isso, é muito importante se atentar a saúde dos olhos e principalmente aos sintomas que possam ocasionar alterações na visão e, quando necessário e possível, procurar a ajuda de um médico oftalmologista periodicamente para que as medidas de prevenção, diagnóstico, acompanhamento e tratamento do seu quadro sejam as melhores e mais eficazes.

Dra Simone Jessica Souza Maldonado

CRM/PR 34655
Formada em Medicina pela Universidade Regional de Blumenau
Especialização em Oftalmologia pelo Hospital Universitário Mackenzie de Curitiba

Contato:
E-mail: drasimonemaldonado@gmail.com
Instagram @simonemaldonado.oftalmo
Telefone: (42) 98432-3846

Locais de atendimento:

Curitiba/PR
PMX Cirurgia Oftalmológica.
Avenida Winston Churchill, 1972 – Pinheirinho

Imbituva/PR
Clínica Savoya
Rua Prof. Souza Araújo, 199 – Centro
(42) 99953 6666

Ortigueira/PR
Visual Clinic.
Avenida Laurindo Barbosa de Macedo, 1185 – AP 01 – Centro

Deixe um comentário

×